Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Você está em: Inicial >> Artigo >> 14 Celulite

Celulite

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 21/02/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 1.325

 

Celulite

Nome Científico: Hidrolipodistrofia Ginóide, Lipodistrofia Edemato Fibroesclerótica

A celulite é a inimiga número 1 das mulheres sendo caracterizada pelo surgimento de ondulações na pele. O aumento do tecido gorduroso que se aloja sob a pele é o responsável pela celulite dando um aspecto de casca de laranja na pele.

Mais por que as mulheres em geral sofrem deste fator?

Há algumas razões que levam a um aparecimento maior de celulite. Além da disposição genética, existe a possibilidade de a celulite estar associada aos fatores hormonais tais distúrbios, uma alimentação inapropriada, somada a uma vida sedentária.

A falta de oxigenação das células de gordura contribui para o acúmulo de gordura. Devido a uma alteração na micro circulação, há um aumento do tecido gorduroso formando nódulos e depressões subcutâneas comprimindo os vasos sanguíneos e linfáticos impedindo uma melhor nutrição das células o que favorece o acúmulo de toxinas, que em tese devem ser eliminadas pelos vasos linfáticos, que em suma é prejudicado pelo acúmulo destas toxinas.

As áreas mais afetadas são:

• Glúteos (bumbum)

• Coxas

• Cintura

• Abdômen

• Joelhos

• Braços

• Nuca

A celulite não é exclusividade em mulheres.

Homens que levam uma vida sedentária, entregues ao álcool, ao cigarro e a alimentos gordurosos têm grandes chances de apresentarem a celulite. Mas é importante esclarecer que os homens em geral possuem menos pré-disposição genética à manifestação de acúmulo de células de gordura.

Tipos de Celulite - Os 04 graus

Apesar de celulite ser um assunto só, há manifestações diferentes do grau de impacto do excesso de gordura sob a pele. É consenso entre estudiosos e profissionais do setor de que a celulite pode se apresentar em 04 graus.

Grau 1: Quando pressionada a região observa-se uma discreta deformidade na área. Neste grau não há alterações circulatórias. Há um leve acúmulo de gordura.

Grau 2: Neste estágio é possível perceber ao olhar para a região. Há um inchaço derivado do acúmulo de gordura. A celulite torna-se palpável e não é dolorosa. Neste grau já há uma alteração circulatória.

Grau 3: O aumento do volume das células gordurosas causa a alteração do tecido formando nódulos subcutâneos visíveis na superfície da pele (casca de laranja). O endurecimento do tecido gorduroso provoca uma maior deficiência circulatória e maior acúmulo de toxinas celulares. Neste estágio ela pode ser dolorosa quando pressionada. O tratamento desta região já se torna mais complexa, podendo voltar ao grau 2.

Grau 4: Neste grau é mais comum em pessoas com diabetes e obesidade. Há um distúrbio completo nas células e tecidos, com grandes problemas de circulação na região. Apesar de grave, é possível melhorar o aspecto.

 

 

 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech