Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Você está em: Inicial >> Artigo >> 144 Osteoporose

Osteoporose

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 29/03/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 956



Osteoporose



A osteoporose é uma doença que causa o enfraquecimento progressivo dos ossos, pela perda de cálcio e massa óssea. Surge com o avançar da idade e pode causar fraturas mesmo com traumatismos leves como uma pequena queda, apoiar-se na janela, tossir ou carregar objetos mais pesados.

É uma das principais causas de invalidez nas pessoas idosas. Na maioria das vezes a doença não causa nenhum sintoma, nem mesmo dor, e evolui até que ocorra uma fratura. Os locais mais comuns de fratura são as vértebras, o quadril e o punho.

As fraturas vertebrais são muito mais comuns e geralmente são assintomáticas, na maioria das vezes a pessoa não conseguem determinar o momento da fratura, mas pode começar a apresentar dor pelo achatamento das vértebras e com isto aumenta a curvatura da coluna, diminuindo a altura.

A osteoporose é mais comum nas mulheres brancas de pele clara, magras e baixas, na pós-menopausa (a diminuição dos estrógenos é sem dúvida a causa mais comum) especialmente as que tiveram menopausa antes dos 45 anos ou retiraram útero e ovários precocemente.

Outros fatores de risco são o sedentarismo ou exercícios em excesso, história familiar de osteoporose, dieta pobre em cálcio, pouca exposição ao sol, uso exagerado de álcool, café e fumo.

O uso de alguns medicamentos como corticóides, anticonvulsivantes, lítio, anticoagulantes, uso crônico de antiácidos, diuréticos que produzem perda de cálcio na urina, doenças da tireóide, diabetes mellitus, cirrose e doenças reumáticas podem aumentar a incidência de osteoporose.

Apesar de acometer mais as mulheres idosas, por volta de 13 % dos homens acima dos 50 anos podem apresentar algum tipo de fratura por osteoporose e as fraturas masculinas têm um índice maior de mortalidade que as das mulheres, isto é as mulheres fazem mais fraturas que os homens mas os homens morrem mais destas fraturas.

As causas de osteoporose nos homens são semelhantes às das mulheres com exceção da menopausa. O homem idoso também pode apresentar diminuição da testosterona (hormônio masculino), depressão, cansaço, perda da libido e isto tudo pode ser fator de risco importante para fratura nos homens.

O grande risco de fratura nos idosos com osteoporose aumenta pela tendência a quedas nesta faixa etária, pela diminuição da visão, uso de medicamentos que diminuem a concentração e o equilíbrio, sedativos, diminuição da força muscular e ambiente propício para quedas.

Para diminuir as possibilidades de quedas não use tapetes e pisos escorregadios, não deixe fios e animais soltos pela casa. Evite calçados de salto alto e sola lisa, mantenha a casa iluminada, coloque um interruptor de luz próximo à cama, não levante rapidamente após acordar, espere alguns minutos antes de sentar e caminhar, especialmente se usar medicamentos para dormir.

O diagnóstico pode ser feito através da densitometria óssea, exame indolor, relativamente fácil de ser feito e bastante preciso.

Pelo grande risco de fratura e invalidez a melhor atitude frente à possibilidade de osteoporose ainda é a prevenção através dos seguintes cuidados:

• Dieta: deve ser rica em cálcios (leite, queijo e iogurte), vegetais (brócolis, espinafre, nabo, ervilha, rabanete,couve, agrião) frutas, peixes, fibras.

A quantidade de cálcio diária ideal para ser ingerida é de 1000 a 1200 mg ao dia após a menopausa. 1 copo de leite ou iogurte tem aproximadamente 300 mg de cálcio.

• Atividade física: deve ser adequada a cada indivíduo de acordo com a idade e capacidade física e tem vários objetivos: como manter ou aumentar a massa óssea, melhorar a força muscular e o equilíbrio. A inatividade diminui a massa óssea.

Os exercícios mais indicados são os aeróbicos e de impacto, por 40 minutos, 3 a 4 vezes por semana. Nos idosos devido a múltiplas doenças a prescrição de exercícios deve ser cuidadosamente avaliada e individualizada. De um modo geral a associação de caminhada diária de 40 minutos e hidroginástica 3 x na semana, tem demonstrado bons resultados para manutenção de massa óssea , massa muscular e melhora do equilíbrio.

• Tomar sol diariamente: os raios ultravioletas auxiliam a produção e absorção de vitamina D. O banho de sol deve ser antes das 10 e após as 16 horas, pelo período mínimo de 15 minutos ao dia.

• Bebidas, fumo e café: Não fumar, moderar o uso de bebidas alcoólicas e limitar o café a 5 xícaras diárias.

Vitamina D e cálcio: Se a ingestão pela dieta não for suficiente é necessário suplementação de cálcio e vitamina D por via oral diáriamente.

Reposição hormonal: se for possível, e houver vontade, a terapia de reposição hormonal é importante fator de prevenção da osteoporose.

Em caso de fratura ou se você faz parte de algum grupo de risco converse com seu medico a respeito desta doença, da sua prevenção e seu tratamento.

Teste de Auto-avaliação - Responda SIM ou NÃO

1. Sua dieta é pobre em cálcio?

2.Tem alguém na sua família com osteoporose?

3.Você é diabético (a)?

4.Você tem ou já tratou artrite reumatóide?

5.Você tem mais de 50 anos?

6. Você teve menopausa antes do tempo ou cirúrgica?

7.Você é sedentário (a)?

8. Você bebe ou fuma em excesso?

9. Você usa corticóides, hormônio para tireóide,quimioterapia?

10.Você é muito magra e sua pele é muito clara?

OBS.: Quanto mais respostas "sim" maior seu risco para osteoporose.



FONTE: Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG)

 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech