Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Você está em: Inicial >> Artigo >> 229 Deficincia de Ferro

Deficiência de ferro

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 08/04/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 1.107



Deficiência de ferro



O ferro é um componente de muitas enzimas que intervêm em reações químicas em todo o organismo. Também é um componente da hemoglobina, a qual permite aos glóbulos vermelhos transportar o oxigénio e distribuí-lo pelos tecidos do corpo.

Os alimentos contêm dois tipos de ferro: o ferro heme, que se encontra principalmente nos produtos animais, e o ferro não heme, que representa mais de 85 % do ferro numa dieta média. O ferro heme é muito melhor absorvido do que o ferro não heme. Contudo, a absorção de ferro não heme aumenta quando se consome com as proteínas animais e a vitamina C.

A deficiência de ferro é a deficiência nutricional mais freqüente no mundo, produzindo anemia em homens, mulheres e crianças. Uma alimentação inadequada, bem como as hemorragias, que provocam uma perda de ferro levam a uma deficiência que se deve tratar com suplementos do mineral. É provável que esta deficiência se verifique durante a gravidez devido à necessidade de a mãe ter de fornecer uma grande quantidade de ferro ao feto em desenvolvimento. As raparigas adolescentes em processo de crescimento e que começam a menstruar-se correm o risco de desenvolver uma anemia provocada pela deficiência de ferro se seguirem dietas que excluam a carne.

Quando as reservas de ferro do corpo se esgotam, aparece a anemia. Os sintomas incluem palidez, unhas em forma de colher (uma deformidade em que as unhas são delgadas e côncavas), fraqueza com diminuição da função muscular e alterações no comportamento cognitivo.

O diagnóstico de déficit de ferro estabelece-se com base nos sintomas e nos resultados de análises de sangue que indicam anemia e concentrações baixas de ferro e de ferritina, a proteína que armazena o ferro. A deficiência de ferro trata-se com altas doses do mineral uma vez por dia durante várias semanas. Deve-se continuar com o tratamento até que o número de glóbulos vermelhos e as reservas de ferro voltem aos valores normais.

Anemia e Deficiência de Ferro em crianças abaixo de 02 anos

A anemia por deficiência de ferro é uma doença grave que afeta cerca de 20 a 40% das crianças, especialmente na fase de lactentes, ou seja, nos dois primeiros anos de vida, e que apresenta sérias complicações em curto e longo prazo.

Infelizmente, sabe-se que a anemia (queda da hemoglobina, responsável pelo transporte de oxigênio aos tecidos) é uma manifestação mais tardia da deficiência de ferro, um elemento fundamental em várias funções no organismo: crescimento, desenvolvimento e na defesa contra infecções. A deficiência de ferro, antes de a anemia instalar-se, já compromete a saúde da criança e, portanto, a prevenção deve ser sempre considerada.

Pesquisas confirmam que crianças que apresentaram anemia ou deficiência de ferro nos dois primeiros anos de vida demonstram comprometimento no desenvolvimento cognitivo e na capacidade de aprendizado que persiste na vida adulta.

Para prevenir a anemia e a deficiência de ferro alguns cuidados com devem ser tomados com a alimentação de crianças nos dois primeiros anos de vida:

1. Aleitamento materno exclusivo até os seis meses, sem oferecer água, sucos, chás ou quaisquer outros alimentos. É fundamental que as mães tenham uma alimentação rica em ferro e que recebam suplementação medicamentosa, durante a gestação e a lactação. O leite materno fornece a quantidade adequada de ferro e, também, de outros elementos que facilitam a sua absorção – crianças em aleitamento materno exclusivo não necessitam de suplementação de ferro. Aos 6 meses de vida cerca de 70% das necessidades de ferro da criança precisam ser supridas pela alimentação complementar pois há uma queda fisiológica no conteúdo de ferro do leite materno, independentemente de quanto a mãe ingere desse mineral;

2. A partir dos seis meses, introduzir a alimentação complementar equilibrada e balanceada lembrando-se de incluir boas fontes de ferro na alimentação (Tabela 1) e mantendo o aleitamento materno até dois anos de idade ou mais. É recomendado que nas duas papas como refeição principal a criança receba 70 a 100 g de carne (Ex. bovina ou de frango), sendo a carne bovina oferecida preferencialmente ao menos 3 vezes por semana e, também, que o conteúdo de vitamina C (frutas cítricas e verduras), que facilita a absorção do ferro, seja adequado nas refeições. Crianças entre 7 e 12 meses e 1 a 3 anos de idade necessitam de 11 e 7 mg de ferro ao dia, respectivamente;

3. Na impossibilidade do aleitamento materno oferecer à criança no primeiro ano de vida fórmulas infantis (produtos que atendem as necessidades nutricionais da criança nessa fase da vida). As sociedades científicas internacionais e nacionais (Sociedade Brasileira de Pediatria) recomendam que o leite de vaca integral (forma líquida ou em pó) não deveria ser oferecido a crianças abaixo de 1 ano, entre outras razões, pelo seu baixo conteúdo de ferro e reduzida capacidade de absorção. A baixa capacidade de absorção do ferro no leite de vaca integral é decorrente da grande quantidade de cálcio no leite de vaca (mineral que interfere na absorção do ferro). Acima de um ano de idade a criança já pode receber leite de vaca integral, mas o volume diário não deve ultrapassar 700 ml, distribuído em três tomadas (manhã, lanche da tarde e à noite) lembrando que o leite não deve ser dado junto às refeições principais. Ex: crianças acima de 1 ano que não aceitam bem o almoço ou jantar não devem receber leite de vaca em substituição ou complementação, neste horário. boa higiene dos utensílios empregados na preparação e oferta de alimentos é fundamental. A contaminação dos utensílios reduz a absorção do ferro;

4. Leve regularmente a criança ao pediatra para receber as orientações adequadas de alimentação nas diferentes faixas de idade, monitorar o crescimento e receber orientações sobre a necessidade de uso de suplementos de ferro medicamentoso para prevenção ou tratamento da anemia. A partir da interrupção do aleitamento materno exclusivo, crianças que não recebem pelo menos 500 mL de fórmula infantil ao dia, precisam receber suplementos de ferro. O pediatra orientará a quantidade correta que deve ser oferecida, para prevenção da anemia e deficiência de ferro, até os dois anos de idade.

Conteúdo de ferro e sua biodisponibilidade* em alguns alimentos:

Carnes
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Carne Bovina (magra) 4,0 4 colheres de sopa ou 1 bife médio e fino Alta
Carne Suína (lombo) 3,2 1 bife médio e fino Alta
Carne de Peixe (anchova) 1,4 1 filé médio Alta
Carne de Galinha 1,7 4 colheres sopa rasa Alta


Vísceras
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Fígado bovino 5,1 4 colheres de sopa ou 1 bife médio e fino Alta
Coração bovino 5,4 1 xícara chá rasa Alta
Miúdos de galinha 4,3 1 xícara chá rasa Alta


Ovo de Galinha
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Gema 2,3 5 gemas Baixa
Ovo inteiro (poached) 2,2 2 ovos Baixa


Leite
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Leite humano o,5 1 xícara de chá Alta
eite de vaca pasteurizado 0,1 1 xícara de chá Baixa


Leguminosas
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Lentilha 2,1 12 colheres de sopa Baixa
Soja 3,4 12 colheres de sopa Baixa
Soja (farinha) 8,8 10 colheres sopa rasa Baixa
Feijão vermelho 2,4 12 colheres de sopa Baixa
Ervilha 1,8 12 colheres de sopa Baixa


Cereais
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Cereais matinais 12,5 1 xícara de chá Alta
Farinha Láctea 4,0 7 colheres de sopa Alta
Aveia (farinha) 4,5 7 colheres sopa Baixa
Aveia (flocos) 3,5 7 colheres de sopa Baixa


Verduras
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Nabo 0,4 3 médios Alta
Brócolis 1,3 1 xícara de chá Alta
Couve crua / cozida 2,2 / 0,7 10 folhas médias Média
Batata inglesa 0,5 2 batatas médias Média
Cenoura crua / cozida 0,6 / 0,7 2 cenouras médias ou 1 xícara de chá Média
Espinafre 3,2 4 colheres de sopa Baixa
Beterraba 0,8 1 xícara de chá Baixa


Frutas
Alimento (mg/100g) Teor de ferro (100g) Medida caseira Biodisponibilidade
Suco de limão 0,6 4 colheres de sopa Alta
Açaí (polpa) 11,8 1 colher sobremesa Alta
Laranja 0,7 1 pequena Alta
Banana prata 2,0 1 média Média
Manga 0,8 5 pedaços médios Média
Abacate 0,7 Meio médio Baixa


*Biodisponibilidade – quantidade de ferro que o organismo consegue absorver. Os alimentos de alta biodisponibilidade são os que contêm ferro de melhor absorção.




FONTE: Manual Merck

 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech