Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Conceito de Medicina Ortomolecular

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 13/04/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 943



Conceito de Medicina Ortomolecular



O conceito de medicina ortomolecular (alguns preferem a denominação terapia ortomolecular, enfatizando o fato de não se tratar efetivamente de uma "nova" medicina, mas antes de uma nova visão terapêutica) foi usado pela primeira vez, em 1968, por Linus Pauling (químico norte-americano laureado por duas vezes com o prêmio Nobel) e concebe a saúde como sendo o equilíbrio das moléculas no organismo; quando esse equilíbrio é rompido ocorrem as doenças. A palavra ortomolecular vem do grego, onde ortho significa certo, equilibrado, correto e molecular é relativo às moléculas, então o termo significa o correto equilíbrio das moléculas no organismo. Este acerto das moléculas se dá através do uso de substâncias e elementos naturais, sejam vitaminas, minerais e/ou aminoácidos. Estes elementos, além de proporcionarem um reequilíbrio bioquímico, combatem os radicais livres.

A medicina ortomolecular busca, a partir do exame individual de cada paciente, estabelecer a carência ou o excesso de certas substâncias em seu organismo. Dessa forma, pode-se prescrever o aumento ou a diminuição da ingestão de determinadas vitaminas e sais minerais, através da alimentação ou de suplementos alimentares.

Normalmente, uma alimentação equilibrada e variada é suficiente para manter o equilíbrio das moléculas em nosso organismo. Todavia, os hábitos alimentares modernos, via de regra, não contribuem para que as maiorias dos indivíduos mantenham um bom estado de saúde. Esse tipo de alimentação, muito refinada, rica em gorduras e calorias, e pobre em vitaminas e sais minerais, juntamente com outros fatores como poluição, agrotóxicos, pesticidas, tabagismo, estresse emocional, exposições prolongadas ao sol e consumo excessivo de álcool e cafeína, constituem campo favorável para a formação de radicais livres.

Por outro lado, a utilização indiscriminada de suplementos alimentares para compensar uma dieta inadequada, tem induzido muitas pessoas à desaconselhável prática da automedicação. Ainda que os suplementos alimentares sejam vendidos em lojas e farmácias sem necessidade de receita, é recomendável uma prévia orientação médica, pois o excesso de determinado componente no organismo pode provocar desequilíbrios tão danosos quanto a sua carência.

Uma das características mais importantes da medicina ortomolecular - também denominada algumas vezes de medicina biomolecular - é a sua abordagem holística. Isto significa que o médico dessa especialidade tenta enxergar o paciente como um todo, pensa mais em termos de saúde do que de doença, e visa antes de mais nada fazer do organismo do paciente um meio saudável por suas próprias características e por seus próprios meios. Devido principalmente a esta diferente visão da medicina convencional, muitos médicos são céticos em relação aos benefícios da medicina ortomolecular, argumentando não haver fundamentos científicos sólidos. Já os praticantes desta especialidade vêem a medicina tradicional como excessivamente intervencionista, dependendo demais do uso de medicamentos para tratar qualquer condição, e tendo um enfoque mais baseado na doença do que na saúde.







 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech