Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Eficiência dos antioxidantes

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 13/04/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 1.343



Eficiência dos Antioxidantes

Os médicos Efraim Olszewer e Charles Yamaguchi conseguiram provar, pela primeira vez, que as vitaminas antioxidantes C, E, o betacaroteno, e os minerais zinco, cobre e selênio, usados em dosagens adequadas durante o período pré-cirúrgico, são capazes de acelerar o processo de cicatrização e evitar a necrose do tecido submetido a lesões traumáticas. A constatação do processo em laboratório valeu à dupla de médicos a aceitação, para publicação, do resultado do estudo no "Journal of Advancement in Medicine", do American College for Advenced of Medicine, California, USA.

Os antioxidantes impendem da ação dos temidos radicais livres, substâncias responsáveis pelo envelhecimento. "A descoberta é benéfica para as áreas das cirurgias plásticas estéticas e reconstrutivas", afirmou Olszewer. Os melhores resultados de recuperação das áreas lesionadas foram obtidos com os ratos, aos quais foram administradas as vitaminas E, C e betacaroteno e o mineral selênio. Dos animais que receberam os antioxidantes, 80% não sofreram necrose no tecido, enquanto que o grupo de animais que não recebeu os medicamentos teve 70% da área lesionada comprometida pela necrose, explicou Olszewer, diretor do Centro de Medicina Preventiva de São Paulo.

Segundo Olszewer, a ação dos radicais livres propicia a oxidação dos tecidos lesionados, por causa do aumento da quantidade de oxigênio em contato com o sangue circulante, levando à necrose da área, se não se administra os antioxidantes. Os dois médicos verificam que a recuperação dos animais foi mais significativa, ainda, quando administraram, via intraperitoneal, antioxidantes mais específicos, como o EDTA (ácido estileno di-amino tetra-acetílico) e DMSO (dimetil-sufolsódico). Os outros antioxidantes foram dados aos ratos por via oral.

Presidente de honra da Sociedade Brasileira de Oxidologia (SBO), Olszewer e Yamahuchi discutirão o achado científico durante o III Simpósio Internacional e II Congresso Latino-Americano de Radicais Livres em Medicina, que reunirá, no Rio, os mais destacados especialistas na área da medicina ortomolecular caracteriza-se pelas altas dosagens de vitaminas como terapêuticas, mas vem sendo usada de "forma inadequada por muitos médicos", critica Olszewer, que aproveitará o simpósio para advertir contra o que ele chama de "publicidade enganosa, que apresentam a terapia com os antioxidantes como sendo a fonte da juventude".

FONTE: AMBO









 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech