Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Você está em: Inicial >> Artigo >> 467 Ultra Som Abdominal

Ultra-som Abdominal

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 28/04/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 4.421



Ultra-som Abdominal

Ultra-som Abdominal (código AMB: Abdome inferior masculino (bexiga, próstata e vesículas seminais) 4.09.01.17-3 / Abdome inferior feminino (bexiga, útero, ovário e anexos) 4.09.01.18-1 / Abdome total (inclui pelve) 4.09.01.12-2 / Abdome superior (fígado, vias biliares, vesícula, pâncreas, baço) Código: 4.09.01.13-0)

O que é a ultra-sonografia?

É um método de obtenção de imagens de órgãos internos. Ondas sonoras de alta freqüência são enviadas ao interior do corpo, onde atingem os órgãos que se pretende visualizar. As ondas sonoras originam ecos, que são captados e transformados em imagens em tempo real. Nenhum tipo de radiação ionizante (raios-X) está envolvida na técnica da ultra-sonografia.

Como as imagens do ultra-som são obtidas em tempo real, elas podem mostrar movimentos dos tecidos e órgãos internos, e possibilitam a visualização do fluxo sangüíneo.

A ultra-sonografia abdominal é um modo útil de examinar os órgãos internos do abdômen, incluindo o fígado e a vesícula biliar, o baço, o pâncreas, os rins, a bexiga e os vasos sanguíneos. A técnica permite realizar o diagnóstico de inúmeras condições e analisar danos causados por diversas doenças.

A ultra-sonografia abdominal permite outros usos, tais como:

1) Realização de processos guiados por imagem, como as biópsias por agulha.

2) Realização de diagnóstico complementar de processos inflamatórios abdominais agudos dolorosos, como a apendicite aguda (inflamação do apêndice) e a colecistite aguda (inflamação da vesícula).

3) Ajudar a determinar a causa do aumento de um órgão abdominal

O exame pode ser complementado com o uso do ultra-som Doppler, que é especialmente útil para avaliar os vasos sangüíneos.

Na preparação para o exame devem ser usadas roupas confortáveis no dia do exame.

Outros cuidados são variáveis e dependem do tipo de exame que irá ser feito.

Em alguns destes exames, você não poderá se alimentar ou ingerir líquidos por até 12 horas, antes da realização do exame.

Em outros casos, será pedido que uma grande quantidade de água seja ingerida nas horas que antecedam o exame, para que a bexiga fique cheia.

Ainda, poderá ser solicitado que o paciente faça uso de laxantes intestinais ou de medicamentos que ajudem na eliminação dos gases.

A aparelhagem que realiza a ultra-sonografia consiste de um console, contendo um computador, um monitor de vídeo e um transdutor.

O transdutor é um dispositivo manual portátil, que envia e recebe os sinais de ultra-som é usado para examinar o interior do abdômen. O transdutor é ligado ao aparelho de ultra-som.

No início ultra-sonografia espalha-se um gel no abdômen do paciente, na área a ser examinada, e a seguir comprime-se o transdutor firmemente contra a pele para obter as imagens. O transdutor funciona ao mesmo tempo como um alto falante (que emite os ultra-sons) e um microfone (que recebe os ultra-sons).

Quando o transdutor é pressionado contra a pele, ele emite um feixe de ondas sonoras de alta freqüência, inaudíveis para os humanos.

Imediatamente após a emissão das ondas, que ecoam dos tecidos e fluidos corpóreos, o microfone presente no transdutor captura ultra-sons de diversas intensidades e tipos de ondas sonoras refletidas (ecoadas). As ondas refletidas são analisadas pelo computador do equipamento, que as transformam em imagens em tempo real, visualizadas no monitor.

À medida que o exame prossegue, as imagens mais representativas (tanto imagens em movimento como imagens estáticas) são armazenadas no computador do aparelho de ultra-som, podendo ser copiadas em mutimídias (discos, vídeos, etc.) e impressas em papel.

Geralmente o paciente pode acompanhar visualmente o exame.

A ultra-sonografia é realizada com o paciente posicionado na mesa de exames, de modo a ficar confortável, e um gel cristalino é aplicado sobre a pele do abdômen.

A função do gel é a de melhorar o contato entre o transdutor e a pele.

O transdutor é aplicado firmemente contra a pele, obtendo-se as imagens. Pode haver algum desconforto durante a pressão do transdutor, especialmente se foi solicitado ao paciente que esteja com a bexiga cheia.

O exame dura aproximadamente 30 minutos.

Ao término, muitas vezes é solicitado ao paciente que espere por alguns minutos, enquanto o ultra-sonografista analisa as imagens e muitas vezes já prepara o laudo médico de imediato. O exame é interpretando por um ultra-sonografista, que é em boa parte das vezes um radiologista que examina detalhadamente a qualidade das imagens produzidas e a necessidade de exame minucioso de alguma área especifica que tenha deixado dúvida durante o exame. Este profissional é o responsável pelo laudo final, e também assina o documento.

As grandes vantagens das ultra-sonografias devem-se aos fatos de que são exames não invasivos e indolores. A técnica é amplamente disponível e de fácil uso. Não utiliza radiação ionizante, como nos exames de raios-X. Permite a obtenção de imagens em tempo real Possibilita a análise de movimentos.

Não existem riscos descritos desta técnica em seres humanos.

A ultra-sonografia não é uma boa técnica para visualização do estômago e dos intestinos grosso e delgado porque a presença de gás no interior das alças intestinas pode impedir a visualização de estruturas mais profundas.

Pacientes obesos apresentam maior dificuldade para visualização das estruturas sendo possível visualizar apenas a superfície externa dos ossos

 



Fonte: American College of Radiology (ACR) e Radiological Society of North America (RSNA)

 

 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech