Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Saiba quem são os neossexuais

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 28/04/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 1.279



Saiba quem são os neossexuais



Pesquisa aponta para a preferência feminina por homens com valores antigos de masculinidade combinados com a nova sensibilidade contemporânea.

Pergunte para a cantora Nicole Scherzinger, líder do grupo vocal Pussycat Dolls, como foi conquistada pelo namorado, o atual campeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton. Ela vai dar a definição exata de um novo tipo de homem:

– Quando nos vimos pela primeira vez, ele não tinha a menor idéia de quem eu era, mas levantou-se e me ofereceu sua cadeira. As mulheres gostam disso, e meu primeiro pensamento foi: “Que belas maneiras este homem tem”.

Hamilton é conhecido por ser agressivo e calculista dentro das pistas. Dosando determinação e autocontrole, conquistou o campeonato mundial no seu segundo ano na categoria mais badalada do automobilismo mundial. Fora dos autódromos, no entanto, porta-se como o típico cavalheiro inglês que é.

O namorado de Nicole é o que uma pesquisa encomendada pela Unilever ao Instituto Datosclaros identificou como “neossexual”, um homem cuja principal característica é resgatar antigos valores da masculinidade, mas sem perder a sensibilidade. Ele se encontra em algum ponto entre a delicadeza do metrossexual e o charme algo bruto do retrossexual.

Resumindo, esse novo homem é capaz de chorar assistindo a Marley & Eu, mas não vai demorar mais do que 10 minutos se arrumando para a sessão. Ainda segundo a pesquisa, as mulheres querem uma masculinidade mais evoluída. Elas rejeitam qualquer comportamento que apague as diferenças. Não gostam, por exemplo, que eles demorem muito para se arrumar quando vão sair, especialmente, quando estão usando os produtos de beleza dela. Em suma: querem reconquistar antigas tradições.

O artista plástico Maximiliano Porto, uma das figuras mais carismáticas da atual edição do Big Brother Brasil, é outro exemplo de neossexual. Max, como é conhecido, provou ter maturidade e consciência do papel que exerce dentro do programa e está determinado a mover as peças para vencer – custe o que custar. Porém, a grandiosidade do prêmio de R$ 1 milhão, que acabou rendendo algumas inimizades dentro da casa, não endureceu o coração do rapaz. Desde os primeiros dias, ele corteja como pode a gaúcha Francine Piaia.

Outro focado em suas realizações sem deixar de lado valores de um homem “antigo” é Brad Pitt. Apesar de manter a aura (e a cútis) de galã, o astro deixou para trás o rótulo de metrossexual quando assumiu a paternidade. Diferente de seu antigo “eu”, vaidoso e egoísta, ele agora se considera um pai coruja e esposo devoto de Angelina Jolie.

– Acreditem em mim, não há nada melhor do que ser pai. Sou sortudo por ter uma mulher como Angie – afirmou recentemente ao jornal italiano Grazia. Para a psicóloga e sexóloga Lúcia Pesca, o resultado do levantamento para o qual foram ouvidas 2.800 mulheres de 14 países, entre 18 e 35 anos, não poderia ser mais preciso.

– As mulheres maldisseram tanto que os homens não cuidavam dos cabelos, das unhas, eram grossos e tudo mais que eles acabaram ouvindo e se modificando. E se modificaram tanto que elas começaram a sentir falta daquele homem que elogiava o quanto ela estava bonita em vez de tentar ficar tão bonito quanto ela – define Lúcia.
O neossexual seria, portanto, nada além de uma resposta para os insaciáveis anseios femininos. Assim como foram o metro, o retro, o gastro e outros, essa nova “qualidade” de homem é apenas outro passo na busca de uma pretendida equalização de interesses pela qual homens e mulheres lutam desde que se entendem como tais.
Mas Lúcia faz uma ressalva:

– Os homens são objetivos, é simples – minimiza. – Se as mulheres querem um sujeito sensível sem perder a virilidade, eles darão isso a elas. Até, é claro, elas resolverem querer outra coisa completamente diferente.

Os tipos

Até bem pouco tempo atrás era fácil: ou você era heterossexual, homossexual ou bissexual. Foi no começo dos anos 90 que o jornalista britânico Mark Simpson cunhou o termo “metrossexual” para designar o homem urbano contemporâneo, sujeito tão sensível e preocupado com a aparência quanto uma mulher. A partir daí, toda sorte de rótulos começaram a surgir, a maior parte embasada em pesquisas encomendadas por multinacionais cosméticas ou criados por agências de publicidade para classificar padrões de consumo. O überssexual, por exemplo, surgiu como resposta ao metrossexual por publicitários americanos no livro The Future of the Men.



FONTE: ZH/DONNA
 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech