Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



Mulheres que se fortalecem diante das fragilidades dos homens

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 28/04/2009 às 10:00:00 por Carlos de Carvalho

Visitas: 654





Mulheres que se fortalecem diante das fragilidades dos homens

No início de um relacionamento afetivo, algumas mulheres tendem a se encantar com homens gentis e “bons de papo”. Quanto mais insegura e maior a rigidez de alguns princípios morais da mulher sobre o significado de um relacionamento, maior será a chance de ocorrer frustração...

Mulheres que se fortalecem diante das fragilidades dos homens

No início de um relacionamento afetivo, algumas mulheres tendem a se encantar com homens gentis e “bons de papo”. Quanto mais insegura e maior a rigidez de alguns princípios morais da mulher sobre o significado de um relacionamento, maior será a chance de ocorrer frustração e sofrimento emocional, principalmente, quando a gentileza e o respeito do companheiro cedem espaço para a violência, a humilhação e o autoritarismo.

Infelizmente, há muitos homens que acreditam que o sexo e a força física são as únicas garantias que possuem para a auto-afirmação. Por outro lado, há muitas mulheres que se submetem à relação sexual devido ao medo das atitudes do companheiro, principalmente, quando existem filhos desta união. Quando o marido tende a ser agressivo, criticando e depreciando o comportamento dos filhos, o sexo funciona como tentativa de acalmar e agradar o homem. Através desta manobra, a mulher, tenta diminuir o sofrimento dos filhos, pelo menos, até certo tempo, que pode durar anos.

É curioso notar que muitas mulheres conseguem desenvolver segurança e coragem quando os filhos já cresceram e não vivem mais sob o mesmo teto.

Muitas vezes, as mulheres se fortalecem diante das fragilidades de seus companheiros, como diante de uma doença incapacitante que impede o homem de exercer o seu poder como antes. Diante destas circunstâncias, é possível que algumas mulheres rompam com a relação sexual definitivamente, não aceitando mais as críticas e humilhações do companheiro.

Há algumas evidências importantes que parecem comprovar a coragem da mulher diante deste relacionamento: Em primeiro lugar, pelo fato dela estar disposta a sofrer para proteger os filhos, que estão mais vulneráveis. Em segundo lugar, pela decisão de romper a relação sexual com alguém que sempre a humilhou e, que mesmo assim, mostra-se solidária para cuidar daquele que não soube cuidá-la.

De qualquer modo, toda e qualquer ação que impeça um relacionamento destrutivo é benéfica. Em alguns momentos, a proteção dos filhos é vista como prioridade pela mulher, no entanto, isto não a impede de buscar meios para se ajudar o quanto antes.

FONTE: Rogério Thaddeu - Psicólogo

 



 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech