Cadastro Médico
 
Dr(a).  expandir >

 
 



DISTÚRBIOS DO CRESCIMENTO

 Feed RSS de Artigos Feed RSS
 
Postado em 05/04/2011 às 04:48:22 por José Umbelino de Morais

Visitas: 1.691

 

 

 

DISTÚRBIOS DO CRESCIMENTO

 

 

Biologicamente, o ser humano é dotado de uma fascinante característica que é a capacidade de crescer a partir de uma única célula, às quais vão se multiplicando até tornar um organismo adulto. Dentro de toda essa estrutura temos o hormônio do crescimento, que é uma substância produzida por uma glândula denominada hipófise, cuja principal função é promover o crescimento durante a infância e a puberdade.

 

Ocorrendo alguma falha na produção da quantidade da glândula hipófise e na produção dos níveis adequados de hormônio, pode causar tanto um excesso de crescimento, o qual é chamado de acromegalia ou gigantismo, como um atraso do crescimento.

 

No primeiro caso a glândula hipófise fabrica excesso de hormônio do crescimento, geralmente trata-se de um tumor benigno na  glândula, a intervenção é cirúrgica, se tratado a tempo a pessoa pode ser praticamente normal, caso contrário a pessoa vai crescendo até se tornar muito mais alta do que a população normal.  Entretanto traz consequências como: insuficiência cardíaca, problemas ortopédicos, etc.

 

Já no segundo caso, relacionado à baixa estatura, esta se constitui na maior causa de procura ao Endocrinologista, embora somente 1/3 dos pacientes necessite de tratamento. O que deve ser observado é se a baixa estatura é uma característica familiar ou constitucional, ou por deficiência da hipófise, ou alguma outra causa associada à questão nutricional e doenças, como por exemplo: doenças crônicas, distúrbios endócrinos, má nutrição, raquitismo, entre outros.

No caso de ser diagnosticada a deficiência da glândula hipófise se for tratado a tempo, ou seja, quando a criança ainda apresentar dos 7 aos 10 anos de idade, os resultados com a reposição do hormônio permite que elas possam crescer normalmente e se tornar uma pessoa de estatura normal.

Podemos concluir que o crescimento não depende de um fator, ele é multifatorial, devendo o tratamento ser prescrito e acompanhado por um médico endocrinologista.

 

 

Dr. José Umbelino de Morais

Clínica Geral, Endocrinologia, Medicina Ortomolecular e Medicina Estética.

Membro do Instituto Brasileiro de Ensino e de Medicina Estética e  da Associação Brasileira de Medicina Ortomolecular.

Avenida Brasil, 1818 = Uberlândia-MG

Fone  (34) 3232-7586 e 3212-1505

drumbelino@yahoo.com.br

www.drjoseumbelino.com

 

 

 

 

 

 
 
 
 
Cadastro Médico ® Todos os Direitos Reservados - Mapa do Site - Publicidade - Feeds RSS - Política de Privacidade - Empório High-Tech